5 Dezembro 2020

Entretenimento

A história do jovem de 2,24 metros que lhe chamavam “bebé gigante”.

O Bullying é uma peste social que muitas crianças em todo o mundo infelizmente têm de suportar com as duras consequências que pode ter tanto a curto como a longo prazo. Quer seja física, psicológica, emocional ou socialmente, o bullying é uma realidade para muitas crianças que podem cair nas profundezas. Nenhuma criança merece sofrer este tipo de abuso e, infelizmente, nenhuma criança está hoje livre de bullying. Perante o bullying, não devemos desviar o olhar; não é uma “coisa de criança”. É um assunto de todos.

Dito isto, hoje gostaríamos de vos contar a história de um jovem que foi vítima do monstro do bullying e que agora está feliz e orgulhoso com a sua vida.

Jannick Könecke é um jovem alemão que, aos 19 anos de idade, tem não menos de 2,24 metros de altura, e poderia crescer ainda mais . Aos 12 anos de idade, já se destacava devido à sua altura; os seus dois metros fizeram dele o mais alto de toda a escola. Infelizmente, ele teve de lidar com os comentários assediadores dos seus colegas de turma.

A intimidação era o pão nosso de cada dia de Jannick, e chamavam-lhe um “bebé gigante”. Durante três anos, ele não saía do seu quarto e a sua mãe tinha de enviar os seus companheiros a casa para tocar à campainha da sua porta.

Não foi uma viagem fácil. Para além do bullying que sofreu, houve as dificuldades que a sua altura causou. A sua mãe tinha de coser as suas T-shirts e calças para que ficassem mais compridas, e não tinham meios para fazer mudanças estruturais em casa; por exemplo, para tornar a cozinha mais alta.

Isso levou-os a procurar alternativas: a sua cama é feita de paletes, algo que não o incomoda em nada. “Parece fixe, não quero mais nada”. Além disso, as actividades que podia fazer eram limitadas; por exemplo, não podia andar na montanha-russa, o que o deixava muito triste.

Agora, finalmente, conseguiu sair daquele buraco e está confortável com o seu corpo. “Quem lhe dá o direito de me julgar?” pergunta-se ele próprio. Não se importa de ser observado e não tem medo de sair de casa; socializa com as pessoas, adora andar de bicicleta e tem muito orgulho na sua altura: “Nunca quis ser pequeno”, diz ele.

Felizmente, ele conseguiu realizar um dos seus sonhos: obter a sua carta de condução. Teve dificuldade em encontrar uma escola de condução que se adaptasse às suas necessidades, mas graças a uma chamada para o jornal local, conseguiu fazê-lo.

“É uma óptima sensação obter a carta de condução. É algo que eu queria há anos e finalmente consegui-o.

Jannick fará 20 anos em Agosto e conseguiu terminar o ensino secundário depois de ter de o deixar temporariamente. O seu sonho é tornar-se carpinteiro para construir stands de exposição e ele gostaria de começar a praticar desporto.

“Os sonhos há muitos. O futebol não me correu bem por causa do tamanho, mas gostaria de experimentar o futebol Americano . Desde VacaMental , desejamos alles Gute für die Zukunft!

%d bloggers like this: