8 Julho 2020

Entretenimento

Guardou um jarrão num armário e anos depois descobre que se trata de uma peça chinesa no valor de 10 milhões

Imagina que começas arrumar os armários e te encontras com um jarrão que deixaste aí há anos atrás, porque achaste que não era lá muito bonito. E agora, imagina que descobres que esse jarrão é uma obra de arte da Dinastia Qing do século XVIII no valor aproximado de 10 milhões de dólares. Isto aconteceu a uma mulher de 80 anos que estava a limpar e arrumar o seu armário quando encontrou este jarrão e decidiu investigar para ver se era ou não um objeto valioso.

Quando o especialista veio verificar o objeto, ficou impressionado com o que estava a ver. O estado de conservação era praticamente perfeito e decidiu imediatamente chamar a casa de leilões da Sotheby’s, que veio verificar a autenticidade do jarrão.

O perito em arte foi lá expressamente verificar que era de facto um jarrão pertencente à dinastia Qing e teria sido feito aproximadamente em 1742 ou 1743. Este jarrão foi guardado durante 60 anos na casa desta mulher mas durante o tempo da dinastia Qing foi no palácio da Cidade Proibida em Pequim, onde o imperador se encontrou com os seus altos conselheiros.

Este jarrão de porcelana irá para leilão e poderá atingir 11 milhões de dólares.

Está atento: verifica os teus jarrões e objetos antigos porque nunca sabe o valor que podem ter!

%d bloggers like this: