30 Maio 2020

Entretenimento

Uma enfermeira foi repreendida por usar uma bata transparente. Os seus pacientes não se queixaram

Isto aconteceu na Rússia, e a enfermeira foi vista em roupa interior por causa desta bata que usava. Argumentou que não tinha reparado.

Trata-se de uma bata de enfermeira que poucas se viram durante esta pandemia COVID-19 e não correu lá muito bem. Esta trabalhadora da saúde na Rússia foi repreendida por usar apenas uma bata transparente e debaixo apenas a roupa interior.

À medida que o mundo passa por esta emergência de saúde, é muito estranho que um paciente com coronavírus seja tratado por uma enfermeira vestida assim. É algo que ninguém espera.

De acordo com o Daily Mail, a fotografia enfermeira, que se tornou popular nas redes sociais, foi tirada num hospital em Tula, a 160 quilómetros ao sul de Moscovo, por um paciente que não perdeu a oportunidade de registar o momento. Disse que não se sentia nada incomodado.

No entanto, as autoridades do centro médico não viram isto da mesma maneira e esta enfermeira teve de pagar as consequências por não usar a roupa apropriada para trabalhar.

De acordo com este meio, esta funcionária de 20 anos disse aos chefes que não se apercebeu que a bata que vestia era transparente quando ia cuidar dos pacientes. Só vestiu a bata e foi fazer o seu trabalho, sem saber o que lhe esperava. A sanção logo chegou.

“Foi aplicada uma sanção disciplinar à enfermeira do departamento de doenças infeciosas que violou os requisitos (farda)”, refere o Ministério da Saúde local através de um comunicado.

Esta enfermeira não fez declarações ao pormenor. Entretanto, os pacientes que eram tratados por ela não apresentaram queixas, embora revelassem constrangimentos na altura.

Muitas pessoas também consideraram a sanção da enfermeira desnecessária, tomando-a com mais humor. Ainda para mais isso acontece quando na Russia registaram-se 308.700 casos confirmados de COVID-19 com pelo menos 2.972 mortes por esta causa, segundo dados do governo.

%d bloggers like this: